Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Viajar nas asas do sonho

26.09.17 | Alice Alfazema

mm.JPG

 

Se a alma tem sonhos e sonhos têm asas

Precisam voar,

Como um pássaro comum ou um albatroz

Depende de nós, soltamos a voz num canto de amor.

 

Se desprender do tempo, ser em qualquer tempo

O que bem quiser,

Demarcar espaços, se perder no espaço

Ofertar abraços, de ternura e fé.

 

Ruflar asas sobre sóis em brasa, se derramar em cascatas,

Beber o verdor das matas,

Descansar sobre os rochedos

Sem medo da imensidão.

Pois quem nasceu pra voar,

Não pode ficar no chão.

 

 

Poema de Jurema Chaves

Alice Alfazema

2 comentários

Comentar post