Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Troscas e truscas

09.04.14, Alice Alfazema

 

Ilustração Stephanie Augusseau-Vacqué

 

 

Se tiverem falhas de memória, ou se estiverem tristes, ou noutra situação qualquer em que precisem de descomprimir, leiam este texto pausadamente ou rapidamente, identifiquem os personagens com alguém que conheçam e divirtam-se, depois digam-me coisas. {#emotions_dlg.blink}

 

Era uma vez uma velha

maricutelha

ferrunfufelha

ferrou-lhe uma mosca

maricutosca

ferrunfufosca

e foi-se queixar ao juiz

maricutiz ferrunfufiz.

 

E o juiz maricutiz

ferrunfufiz

disse à velha 

maricutelha

ferrunfufelha

quando visse uma

mosca

maricutosca

ferrunfufoca

lhe desse com a moca

maricutoca

ferrunfufoca

e a velha 

maricutelha

ferrunfufelha

ao ver uma mosca

maricutosca

ferrunfufosca

na careca

maricuteca

ferrunfufeca

do juiz

maricutiz ferrunfufiz

deu-lhe com a moca

maricutoca

ferrunfufoca.

 

E assim, estou já baralhada, mas espero não ter escrito nenhum erruntosca.

 

Texto retirado do livro, O rato roeu a rolha da garrafa de Loureiro Neves.

 

Alice Alfazema