Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Garganta

02.08.21, Alice Alfazema
  Um dia, enfiou as mãos na boca e puxou a garganta para fora.Passou o dia a desatar nós. Caiam-lhe aos pés, as dores que ali se cravaram.Servindo-se das unhas, raspou o calado, que separou cuidadosamente, da mesclade sangue e lágrimas que lhe escorria pelos cotovelos. Depois, voltou a colocar agarganta no sítio e atirou com o que dali arrancou para cima da mesa. Houve os queperderam a fome, outros a sede, outros ainda, o sono. Depois disso nunca mais falou.Esta é a história de (...)

Diário dos meus pensamentos (37)

25 de Abril 2020

25.04.20, Alice Alfazema
  Ilustraçao André Carrilho   Amigo Maior que o pensamento Por essa estrada amigo vem Não percas tempo que o vento É meu amigo também Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também Aqueles Aqueles que ficaram (Em toda a parte todo o mundo tem) Em sonhos me visitaram Traz outro amigo também       Zeca Afonso