Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (37)

25 de Abril 2020

25.04.20, Alice Alfazema
  Ilustraçao André Carrilho   Amigo Maior que o pensamento Por essa estrada amigo vem Não percas tempo que o vento É meu amigo também Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também Aqueles Aqueles que ficaram (Em toda a parte todo o mundo tem) Em sonhos me visitaram Traz outro amigo também       Zeca Afonso

Balada do Outono

26.09.10, Alice Alfazema
  Balada Do Outono     Águas passadas do rio Meu sono vazio Não vão acordar Águas das fontes calai Ó ribeiras chorai Que eu não volto a cantar     Rios que vão dar ao mar Deixem meus olhos secar Águas das fontes calai Ó ribeiras chorai Que eu não volto A cantar     Águas do rio correndo Poentes morrendo P'ras bandas do mar Águas das fontes calai Ó ribeiras chorai Que eu não volto A cantar     Rios que vão dar ao mar Deixem meus olhos secar Á (...)