Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Poiso

Dia Mundial da Liberdade

23.01.21, Alice Alfazema
   Os pássaros nascem na ponta das árvoresAs árvores que eu vejo em vez de fruto dão pássarosOs pássaros são fruto mais vivo das árvoresOs pássaros começam onde as árvores acabamOs pássaros fazem cantar as árvoresAo chegar aos pássaros as árvores engrossam e movimentam-seDeixam o reino vegetal para passar a pertencer ao reino animalComo pássaros poisam as folhas na terraQuando o Outono desce veladamente sobre os camposGostaria de dizer que os pássaros emanam das árvoresma (...)

Do outro lado

11.11.20, Alice Alfazema
  Podemos esgotar a vida a tentar fazer aquilo que não sabemos, a ultrapassar os medos e as inseguranças. Por vezes com tantas tentativas falhadas que nos levam à exaustão, ao desalento e até à desistência do objectivo. Fazêmo-lo porque à luz da sociedade é bastante valorizado sermos insistentes naquilo que não somos capazes. Então como num martírio lá vamos nós dia a dia, passo a passo, esperando que chegue a ocasião de sermos elogiados pelo que conseguimos. Raramente (...)

Fim do ano

Espreitar

29.12.19, Alice Alfazema
  Ilustração Giuliana Marigliano   Fui espreitar o que restou do ano, como sempre não sei escolher nada, não dou muita importância a fazer esta retrospectiva. Prefiro fazê-lo diariamente. Vinte e quatro horas é o que me basta.