Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

#diariodagratidao 29-05-2019

29.05.19, Alice Alfazema
  Ilustração Ayako Tsuge     Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro. Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados. Inquieto-me com invejosos tentando destruir (...)

Conversas da escola - Saudades

21.05.19, Alice Alfazema
Saio do autocarro e subo a ladeira para ir trabalhar, é manhã cedinho, há um fresco bom no ar, é como se as Árvores  me cumprimentassem ainda cheias de orvalho, duas rolas estão no fio da electricidade, às vezes voam até ao topo das árvores. Olham-me. Há um canto de pássaros que paira no ar. Carrego a minha mala ao ombro, está pesada, na mão levo a minha lancheira colorida com o almoço. Pressinto passos apressados atrás de mim, é como se eu conhecesse os passos e as vozes (...)

Coisas do nosso tempo - Bruno Lage

19.05.19, Alice Alfazema
  Ilustração Ajubel       Se vocês tiverem a exigência que têm no futebol como nos outros aspetos do nosso Portugal – economia, educação, saúde – vamos ser um país melhor.     Bruno Lage, no seu discurso como treinador campeão do Sport Lisboa e Benfica, em 2019

#diariodagratidao 17-05-2019

17.05.19, Alice Alfazema
  Ilustração Eric Montoya     Minhas mãos são brancas e jovens como duas luvas macias nem se comparam com as do velho ao meu lado as dele contrastam com as minhas elas possuem grandes e intermináveis linhas que se parece com as estradas da vida. Cada uma conta uma história de sorrisos e lágrimas as minhas apesar de jovens não contam história alguma. olho nossas mãos e vejo que não é fácil saber que as dele nunca mais serão como as minhas, mas as minhas um dia serão (...)

#diariodagratidao 29-04-2019

29.04.19, Alice Alfazema
  Ilustração Monica Garwood       Sua vida é sua vida Não deixe que ela seja esmagada na fria submissão. Esteja atento. Existem outros caminhos. E em algum lugar, ainda existe luz. Pode não ser muita luz, mas ela vence a escuridão Esteja atento. Os deuses vão lhe oferecer oportunidades. Reconheça-as. Agarre-as. Você não pode vencer a morte, mas você pode vencer a morte durante a vida, às vezes. E quanto mais você aprender a fazer isso, mais luz vai existir. Sua vida é (...)

#diariodagratidao 18-04-2019

18.04.19, Alice Alfazema
  Ilustração  José Rosero   Imaginemos que misturamos todas as nossas vivências, e as pomos assim dentro de um passador, deixamos apodrecer esses dias até escorrer uma tinta, na qual escreveremos o resto da nossa história. De que cor seria o fim da tua história? Escura? Clara? Colorida? Acrescentarias algum tom em especial? Deixarias a tinta escorrer sem nunca a utilizar?  

#diariodagratidao 01-04-2019

01.04.19, Alice Alfazema
  Ilustração Gürbüz Doğan Ekşioğlu   Hoje começa o mês de Abril, a quarta fatia do ano. A cada fatia que é cortada todos desejamos que não esteja podre, que seja aproveitada ao máximo, com sabor, suculenta, com frescura, será um prazer que pode durar várias semanas.       

#diariodagratidao 12-03-2019

12.03.19, Alice Alfazema
  Ilustração Ces Adorio   "Go placidly amid the noise and haste, and remember what peace there may be in silence. As far as possible without surrender be on good terms with all persons. Speak your truth quietly and clearly; and listen to others, even the dull and the ignorant; they too have their story. Avoid loud and aggressive persons, they are vexations to the spirit. If you compare yourself with others, you may become vain and bitter; for always there will be greater and lesser (...)