Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Estou de viagem

19.02.21, Alice Alfazema
Ilustração Andrea Calisi Pode parecer repetitivo, e é. É como se andássemos naquela roda de rato, andando sem parar, sempre no mesmo sítio. E é isto que perdura há cerca de um ano, enquanto arrastamos connosco a mala cheia de dúvidas, medos, projectos. E o caminho continua, estamos a vê-lo, uns dias estreito, outros largo, mas há medida que o tempo passa, a mala vai estando mais pesada, e não podemos parar, porque o tempo não pára, continuamos, como numa maratona, doendo, (...)

Dezembro - Dia 21 - Tentar

21.12.19, Alice Alfazema
    Tentar, tentar sempre aqui, agora, e depois, mesmo que se desista algumas vezes. Tentar ser e querer, conseguir. Tentar sem medo de falhar. Tentar é corajoso, é garra. Tentar é como respirar, é uma experiência incrível que te pode mudar para sempre.

#diariodagratidao 25-02-2019

25.02.19, Alice Alfazema
  Hoje vi duas andorinhas nos fios que passam nos postes. Olharam-me vestidas de negro e peito branco, elegantes e brilhantes com o sol a dourar as suas costas. Não tive muito tempo para as apreciar, mas lembram-me sempre a grande viagem que fazem para chegar até nós. Parecem frágeis, mas são lutadoras, quantas horas de voo terão em cima daquelas ilustres penas? Vêm alegrar-nos os céus com os seus gritos alegres e lembrar-nos que é hora de aceitar desafios.