Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Meninas depois mulheres

se lá chegarem...

19.08.21, Alice Alfazema
Fotografia © Boushra Almutawakel Hoje é dia mundial da fotografia.  Eu não me interessa que haja mais moderação sobre o que é ou não é o Direito das mulheres. O que me interessa são os Direitos das  mulheres  por inteiro. Porque já chega de sermos tratadas como seres de segunda.  Não é uma questão de feminismo, ou de outro qualquer rótulo que lhe queiram chamar. É sobretudo uma questão de justiça. Apesar de (...)

Jogos Olímpicos Tóquio 2020

mas que na realidade foram em 2021

06.08.21, Alice Alfazema
Ana Marcela Cunha, medalha de ouro na maratona aquática, a fotografia é de Jonne Roriz   Considero esta fotografia mística, onde o mistério das águas escuras fica desvanecido pelas braçadas audazes de Ana Marcela. Na prova de que outros jogos se jogam abaixo da linha de água. Pudéssemos nós ver para além do que está visto, e veríamos que além e aquém debaixo de nós e acima de nós há vida e desejo de viver. E que tudo poderia ser tão diferente se tivéssemos sempre (...)

O pensamento cuco

27.07.21, Alice Alfazema
Ilustração Alice Rudolf O pensamento cuco, vive nas cabeça mais distraídas de conhecimento. Sendo assim, os ovos alheios são colocados estrategicamente para serem chocados pelo incauto pensador, depois de eclodirem os cucos são exigentes com o seu cuidador, pedindo vezes sem conta para serem alimentados. À medida que o cuco cresce, torna-se evidente que o ninho se deforma, descaracterizando os vestígios originais. E aí ele voa, esquecendo-se de quem foi para ser quem é. Fica (...)

Descolaborar

06.06.21, Alice Alfazema
  Ilustração Alberto Pancorbo Há medida que o tempo passa e a sociedade se transforma noutras dinâmicas adoptam-se novas formas de interpretar as palavras, por vezes distorcendo a realidade, para  o mesmo fim. Se num passado relativamente recente se atribuía a palavra trabalhador a quem vendia a sua força de trabalho, seja ela qual fosse, hoje é frequente ouvirmos falar em colaboradores, dando assim um ar mais levezinho à árdua tarefa de trabalhar, diz-se até que o (...)

Mentira

03.06.21, Alice Alfazema
Ilustração  Narjes Mohammadi Não lido nada bem com a mentira, e o que mais se vê e se ouve neste nosso quotidiano são mentiras, mente-se  à descarada e com um à vontade perante os outros como se fosse um bom exemplo. No entanto, sendo a mentira coisa de pouca dura são exemplos vagos que nos indicam que estamos a ir num caminho sem saída. Tal como na perda de confiança há a sensação que algo foi quebrado e jamais será reposto. Ora uma sociedade que se está a afundar em (...)