Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Sabes coisas porque os outros sabem, ou sabes porque queres fundamentar o saber?

30.06.16, Alice Alfazema
  ilustração Liese Chavez     Hoje parece que o dia é dedicado às redes sociais. Qualquer coisa como dia mundial... Se por um lado elas aproximam as pessoas, por outro causam dependência e dão a sensação de obrigatoriedade de ter de saber o que os outros sabem. Mas será que realmente sabem? Nestes últimos tempos temos assistido ao saber adquirido nessas bandas, basta olharmos para o mundo real para vermos o tipo de aprendizagem adquirida na base do desconhecimento, na (...)

É Carnaval todos os dias

29.02.16, Alice Alfazema
  Ilustração  Jean Fredenucci   Todos se riem e mostram os dentes perfeitos. Todos têm vidas de sonho, enfiados numa fotografia. Todos têm muitos amigos. Todos têm grandes conversas sobre imensas banalidades. Todos são amantes da coscuvilhice. Todos são actuais e instantâneos. Puff!     Alice Alfazema    

As avós são...

16.02.14, Alice Alfazema
  Recebido por email. Não interessa quem escreveu, se criança, se adulto, o que interessa é que existem grandes verdades nesta cartinha. Quem tem uma avó é que sabe. Eu tenho muitas saudades da minha. Aproveitem a vossa se puderem, senão inventem uma, há sempre alguém que está disponível para esse papel, é só tomar atenção ao nosso redor.    Alice Alfazema