Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O que me move?

17.12.18, Alice Alfazema
  Eu não me vendo por um sorriso, não me vendo por palavras bonitas e acções ensaiadas. Não me vendo por uma promessa. O que me move é a liberdade.    A liberdade de que ninguém me pode apontar o dedo e pedir trocas de favores. A liberdade de não ceder a chantagens. A liberdade de olhar-me no espelho e gostar daquilo que sou, não apenas pelo aspecto, mas pelo  que tenho em mim.    A liberdade exige coragem. Determinação. Saber ver para além de nós. Compreender o (...)

Conversas da escola - Às vezes

28.10.16, Alice Alfazema
- Vocês ouviram o que eu disse? Estou eu aqui a falar para o ar e vocês a fingirem que não me ouvem. Vocês também fazem isso com as vossas mães? - Ahhh...às vezes.   Alice Alfazema