Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Micro contos - Setembros

06.09.18, Alice Alfazema
Ilustração Albert D. Arrayás     A vida parece diferente no princípio de Setembro, depois à medida que os dias passam vamos vendo que continuamos iguais, que pouco mudou, ou o que mudou é apenas uma questão de tempo até voltar à normalidade da rotina. 

Pensamentos miudinhos

22.09.13, Alice Alfazema
Viver a vida de trás para a frente, é um aprendizado complexo, desconexo aos olhos e experiências de outros. Muita gente vive assim. Começaram a trabalhar cedo, porque a vida o impôs, aprenderam antes do tempo aquilo que hoje está normalizado para uma certa idade adulta, tiveram sentimentos corrosivos cedo demais, não viveram a adolescência. Há coisas que se perdem e outras que se ganham. No entanto, aprendizagens vão e vêm como os dias depois de outros dias, sem nos (...)

Setembro

01.09.13, Alice Alfazema
  Ilustração João Vaz de Carvalho  De quem é o olhar  Que espreita por meus olhos?  Quando penso que vejo,  Quem continua vendo  Enquanto estou pensando?  Por que caminhos seguem,  Não os meus tristes passos,  Mas a realidade  De eu ter passos comigo ?  Fernando Pessoa Alice alfazema

Setembro

01.09.12, Alice Alfazema
    Se virarmos o mundo ao contrário temos a Primavera a chegar ao hemisfério sul, não importa o que se passa aqui, haverá sempre um outro lado florido.        Alice Alfazema