Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

De que cor é o teu sol?

14.01.18, Alice Alfazema
  Ilustração Fernanda Maya       Deus escreve direito por linhas tortas E a vida não vive em linha rectaEm cada célula do homem estão inscritasA cor dos olhos e a argúcia do olharO desenho dos ossos e o contorno da boca       Por isso te olhas ao espelho:E no espelho te buscas para te reconhecerPorém em cada célula desde o inícioFoi inscrito o signo veemente da tua liberdadePois foste criado e tens de ser realPor isso não percas nunca teu fervor mais austeroTua (...)

Pre-sença

07.01.18, Alice Alfazema
  Ilustração Oamul       A pre-sença não é apenas um ente que ocorre entre outros entes. Ao contrário, do ponto de vista ôntico, ela se distingue pelo privilégio de, em seu ser, isto é, sendo, estar em jogo seu próprio ser.    Martin Heidegger           Alice Alfazema          

O ser

16.01.16, Alice Alfazema
  Ilustração  Sergio López   Não se pode definir o ser sem cair no seguinte absurdo: pois não se pode definir uma palavra sem começar por - é -, quer se a exprima, quer se a subentenda. Portanto, para definir o ser seria preciso dizer é, e assim empregar a palavra definida na definição.    Pascal, Pensées et opuscules, Paris 1912, p. 169     Alice Alfazema