Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Saudade

26.02.13, Alice Alfazema
  Brinca enquanto souberes!Tudo o que é bom e beloSe desaprende...A vida compra e vendeA perdição,Alheado e feliz,Brinca no mundo da imaginação,Que nenhum outro mundo contradiz!Brinca instintivamenteComo um bicho!Fura os olhos do tempo,E à volta do seu pasmo alvarDe cabra-cega tonta,A saltar e a correr,DesafrontaO adulto que hás-de ser! Miguel Torga Alice Alfazema 

Açoteias

21.11.12, Alice Alfazema
    Abro a janela sobre as açoteias. A luz é uma indolência universal, despida. Nos tépidos lençóis de cal varrida Acordam estremunhadas Do mesmo sono Sombras pacificadas No total abandono Que volúpia pedia. Minaretes alados De fantasia, Desabrocham no ócio dos telhados. Na praia movediça Onde o dia tem pressa E a vida tem preguiça.   Miguel Torga Alice (...)

Elevação

31.10.12, Alice Alfazema
  Já não estou em cima do rochedo... Embebi-me na Tarde, embebi-me na paisagem, embebi-me no que eles vêem e no que eles não vêem mas eu vejo, e tão leve me fiz, tão para longe do rochedo aonde já não estou, que o rochedo ficou só e eu distanciei-me na paisagem, na Tarde, na brandura da aragem...   Ausentei-me de aqui, de corpo e alma, diluí-me na paisagem,  e (...)

Da Arrábida

05.10.10, Alice Alfazema
  Da Arrábida   Alta Serra deserta, donde vejo As águas do Oceano duma banda, E doutra já salgadas as do Tejo: Aquela saudade que me manda Lágrimas derramar em toda a parte, Que fará nesta saudosa, e branda? Daqui mais saudoso o sol se parte; Daqui muito mais claro, mais dourado, Pelos montes, nascendo, se reparte. Aqui sob-lo mar dependurado Um penedo sobre outro me ameaça D (...)

Chuva - Mariza

03.10.10, Alice Alfazema
As coisas vulgares que há na vida Não deixam saudades Só as lembranças que doem Ou fazem sorrir   Há gente que fica na história da história da gente e outras de quem nem o nome lembramos ouvir   São emoções que dão vida à saudade que trago Aquelas que tive contigo e acabei por perder   Há dias que marcam a alma e a vida da gente e aquele em que tu me deixaste não posso (...)

Anos 80-Lady In Red

30.09.10, Alice Alfazema
Canção de propriedade da Universal Music Group Chris DeBurgh - Lady In Red Eu nunca vi você parecer tão encantadora como você fez esta noite Eu nunca vi você brilhar tanto Eu nunca vi tantos homens perguntar se você queria dançar Eles estão procurando por um pouco de romance , uma chance Eu nunca vi esse vestido que você está vestindo Ou esses realces no seu cabelo que pegar os seus olhos Eu estava cego A dama de vermelho está dançando comigo de rosto (...)

Alfazema

27.09.10, Alice Alfazema
      Alfazema, Pelos jardins eu corro vindo Pelos jardins eu corro rindo E nas janelas vasos brancos de porcelana Trazem mortas todas as rosas amarelas Todas colheitas de outras eras No longo curso... Alfazema Na primavera vem surgindo Eu me levando a campos limpos Me agasalhando nos caminhos Onde alfazema fez sorriso E fez descer no paraíso todos os anjos e suas cestas para as colheitas de alfazema. Alfazema Na primavera vem surgindo pelos caminhos vou sorrindo Nas (...)