Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Coisas do nosso tempo - A decadência dos povos auriculares

23.03.19, Alice Alfazema
Venho reparando em como cada vez mais pessoas usam os altifalantes dos telemóveis em locais públicos. Alguns falam para o microfone mantendo o sistema em alta-voz. Outros, diga-se que de todas as idades, assistem a excertos de vídeo, com o som bem alto, em mesas de café. Outros ainda usam o aparelho em modo videoconferência, e sem reservas de maior: ainda há dias vi como um homem nos seus trintas apresentava à namorada distante, acompanhado de um amigo que ria muito, a casa de banho (...)

Micro contos - Bondade avulso

31.08.18, Alice Alfazema
  Ilustração  Maggie Cole     Ela era muito atenta e raramente dividia o seu poder, gostava de ser boazinha. Espalhava atenção por onde passava, dando a sensação de estar em todo o lado. As pessoas prestavam-lhe vassalagem com sorrisos e festinhas, por vezes também utilizavam a língua. Então ela retirava do bolso do seu casaco um pequeno pacote de bondade e dava umas quantas gramas a quem achava que merecia por ter tido o melhor sorriso ou a língua mais comprida.       

Micro contos - Influencer

19.08.18, Alice Alfazema
    Ilustração Lisa Aisato     Na rua da minha avó morava uma senhora que gostava de espreitar quem passava, estava sempre a par das novidades e tinha opiniões fundamentadas sobre diversos assuntos: era a influencer lá do sítio.       Alice Alfazema