Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Quero o meu salário

27.06.11, Alice Alfazema
    Num caminho difícil, de pedras e muita areia, Sob um sol escaldante, Seis cavalos puxavam uma carruagem. Mulheres , um padre, velhos, todos desceram; Os animais suavam, sofriam, não aguentavam mais. Uma mosca apareceu e aproximou-se dos cavalos, Tentando, com o seu zumbido, Animar os tão sofridos. Morde um , morde outro e voa sem parar Certa de  que fará a máquina funcionar. Senta-se nas rédeas e no nariz do cocheiro. Enquanto o carro vai rodando, Vê  as pessoas caminhar, E (...)