Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Bom dia 💋

14.09.19, Alice Alfazema
  Ilustração Roshi Rouzbehani   Há muito tempo, na cidade de Zahlé, ocorreu uma rixa entre um jovem poeta, de nome Fauzi, e um oleiro, chamado Nagib. Para evitar que o tumulto se agravasse foram levados à presença do juiz do lugarejo. O juiz, homem íntegro e bondoso, interrogou primeiramente o oleiro, que parecia muito exaltado.  - Disseram-me que você foi agredido? Isso é verdade? - Sim, senhor juiz.  - confirmou o oleiro - fui agredido em minha própria casa por este (...)

Coisas da vida e da morte

11.10.16, Alice Alfazema
Como todos sabem a entrada e saída de miúdos numa escola é deveras interessante. É um oásis que reflecte a sociedade. Os pais e as mães competem entre si pelo melhor lugar para deixar o carro, não há limites para a imaginação. É o carro estacionado em cima da curva, no passeio, em frente ao portão da escola, em segunda fila, em sentido contrário, fazer de rotunda no cruzamento, à pressa, à pressa, à pressa, beijinhos à pressa, ralhetes à pressa, tudo rápido, rapidinho.  

Micro contos - Curativo

15.09.16, Alice Alfazema
- Não sei como é que queres ser médica, nem és capaz de ver uma ponta de sangue. - Não!? És tu que me mudas os pensos higiénicos? És?     Alice Alfazema

Você tem preconceito linguístico? E profissional?

07.08.16, Alice Alfazema
  Retirado da página Eu Empregada Doméstica.    Nesta página há vários relatos de empregadas domésticas brasileiras, onde muita gente tenta ridicularizar a escrita dos mesmos. Por cá não é muito diferente. Nos blogs, nos jornais, nos programas de TV, no quotidiano, no trabalho, enfim entre uns e outros. As pessoas querem se distinguir dos outros pelo papel social que representam, pensam que valem (...)