Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Coisas do nosso tempo - A prisão

17.01.19, Alice Alfazema
Leio no jornal que um certo tipo que foi condenado por crimes de colarinho branco foi entregar-se à prisão de Évora, mas de lá mandaram-no embora, que fosse para outro lado. Agora o homem vai tentar entrar em Castelo Branco, vamos lá ver se consegue. As minhas dúvidas são: As prisões funcionam como hotéis e nós é que escolhemos aquela que queremos ir? Se o homem não conseguir vaga nesta que vai ver pode ir para um hotel qualquer que lhe pagam a estadia como se tivesse na prisão?  

Prisão

28.09.13, Alice Alfazema
  Por vezes há prisões que parecem vidas normais. Temos asas, temos espaço, temos gente à nossa volta, mas estamos presos ao dia-a-dia aos conceitos, ao emprego, aos compromissos e às tradições.   Alice Alfazema