Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Envelhecer juntos

22.03.19, Alice Alfazema
  Ilustração Lisa Aisato   Eu não tinha a noção do que é envelhecer juntos, parecia-me uma coisa em separado, cada um por si, com as suas dores e as suas rugas. Mas não. Envelhecer juntos é como uma árvore pequenina que cresce e cria raízes, que dá sombra e abrigo, em que o tronco se enruga e torna-se largo e disforme. Envelhecer juntos nos ventos e temporais, nas primaveras e verões escaldantes. A pele que já foi firme e lisinha, agora de um outro formato, mas que não (...)

E a Primavera chegou

21.03.19, Alice Alfazema
  Ilustração Tatiana Bulgakova   Quando vier a Primavera,  Se eu já estiver morto,  As flores florirão da mesma maneira  E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.  A realidade não precisa de mim.  Sinto uma alegria enorme  Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma  Se soubesse que amanhã morria  E a Primavera era depois de amanhã,  Morreria (...)