Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - Nada mais que a verdade

16.10.19, Alice Alfazema
Vamos voltar a imaginar: um intervalo cheio de gente ao balcão do bar, uma fila enorme de rapaziada, muita conversa, barulho e risada no ar, gente apressada, no meio disto tudo um miúdo franzino, do sexto ano, muito bem penteado com gel e risco ao lado, óculos com aros azuis, despachado a falar. - Dói-me a barriga, a senhora ali do PBX, mandou-me vir aqui beber um chá e comer (...)

Conversas da escola - Atenção pais! Não façam barulho!

02.10.19, Alice Alfazema
Os miúdos eram pequenos, mal chegavam ao parapeito da janela, estavam encostados à parede, a conversar animadamente, a conversa decorria ao ar livre, e as palavras eram levadas pelo vento: - Os teu pais quando fodem também fazem barulho? - Sim, gritam muito. - Será que nós também vamos gostar de foder?  - Eu não vou usar preservativo, aquilo deve fazer comichão. - Eu vou, é melhor prevenir.    

Conversas da escola - Bebedeiras exóticas

13.06.19, Alice Alfazema
- Continha, dê-me um chá, estou muito mal disposto. - O que andas-te a beber? - Não sei. - Foi daquelas bebidas energéticas? - Não. Era uma garrafa vermelha, com um gosto estranho... - E mais alguém bebeu? - Sim, umas miúdas, e elas estão todas alegrinhas lá na sala de aula. - Então diz-me lá a tua turma, nome e o nome delas. - Blá, blá, blá...   Bebeu o chá. Entretanto chega outro miúdo:   - Eu não queria fazer nada de mal, aquilo era só uma partida. - (...)