Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Proteção de crianças e jovens

Famílias

15.09.21, Alice Alfazema
Hoje vi na SIC uma reportagem em que uma mãe de três crianças falava sobre o seu problema, enquanto falava era visível o seu desespero, relatava que era a cuidadora informal dos seu filho mais pequeno, o qual era portador de diversas comorbilidades, sendo que estando nesse papel não usufruía rendimento, ao todo como referiu, o salário que entrava lá para casa era o do marido, o que com horas extraordinárias chegava aos novecentos euros mensais, desse rendimento retirava-se os (...)

Árvores monumentais - Araucária

Setúbal

09.08.21, Alice Alfazema
É uma pena que em meio urbano não tenhamos mais destes monumentos vivos. Assim como se preservam monumentos feitos pelo "homem" também se deveriam preservar as árvores antigas. Tal e qual como quando visitamos um qualquer monumento e imaginamos o que por ali se passou, e por vezes até sentimos a energia que dali emana, também é assim com as árvores, quem nunca se sentiu atraído por um tronco e não resistiu a tocar-lhe, e ao fazê-lo é possível entrarmos na memória do tempo. Olhand (...)

Dia Mundial "Meio" Ambiente

ao meio

05.06.21, Alice Alfazema
  Aqui na bola azul, as questões ambientais são na maior parte das vezes levadas a meio, no meio e pelo meio. Neste dias comemorativos exige fazermos uma reflexão sobre o nosso meio. Há demasiado tempo que estas questões passam ao lado das agências noticiosas, do poder local, e nas andanças políticas globais. No quotidiano apresenta-se como assunto de menor importância, sendo até que os activistas ambientais são por vezes ostracizados publicamente, sem que isso tenha (...)