Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Circular

03.09.18 | Alice Alfazema | comentar
 Ilustrações de  Roman Muradov  Conheci um homem que possuía uma cabeça de vidro. Víamos - pelo lado menos sombrio do pensamento - todo o sistema planetário. Víamos o tremelicar da luz nas veias e o lodo das emoções na ponta dos dedos. O latejar do tempo na (...)

Alfazema

10.11.12 | Alice Alfazema | comentar
  A nossa obrigação é ser um poeta à solta. Agostinho da SilvaAlice Alfazema