Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

"Aquele que voa tem de poisar em algum lugar"

13.10.21, Alice Alfazema
Ilustração Vince Pezzaniti   Que é voar? É só subir no ar, levantar da terra o corpo, os pés? Isso é que é voar? Não. Voar é libertar-me, é parar no espaço inconsistente é ser livre, leve, independente é ter a alma separada de toda a existência é não viver senão em não -vivência E isso é voar? Não. Voar é humano é transitório, momentâneo... Aquele que voa tem de poisar em algum lugar: isso é partir e não voltar.   Poema de Ana Hatherly      

Passeio em família

25.08.21, Alice Alfazema
Você não precisa ser bom. Você não precisa andar de joelhos, arrependido, milhares de milhas pelo deserto. Você precisa apenas permitir ao animal suave do seu corpo amar o que ama. Fale-me sobre desespero, os seus, e eu falarei a você os meus. Enquanto isso a vida segue. Enquanto isso o sol e os cristais límpidos da chuva atravessam as paisagens, movendo-se sobre pradarias e árvores profundas, montanhas e rios. Enquanto isso, alto no ar azul claro, os gansos selvagens voltam (...)

Perseidas - 2021

Chuva de estrelas!

23.08.21, Alice Alfazema
Fotografia de Pedro Rego   A chuva de meteoros das Perseidas deste ano ocorreu entre 17 de julho e 24 de agosto,  sendo que o seu pico se deu a 12 de agosto entre as 20h e as 23h com 110 meteoros por hora, as Perseidas ocorrem durante o Verão no hemisfério norte, dando ao céu aquele sentido de festa, que dá para pensar se haverá bailarico lá em cima? Dançará Júpiter na constelação de Aquário, com Saturno a seu lado na constelação de Capricórnio? Cá em baixo deixo-vos (...)

"O verão deixa-me os olhos mais lentos sobre os livros."

04.08.21, Alice Alfazema
Pintura Nikolay Bogdanov-Belsky   O verão deixa-me os olhos mais lentos sobre os livros.As tardes vão-se repetindo no terraço, onde as palavrassão pequenos lugares de memória. Estou divorciada dosoutros pelo tempo destas entrelinhas - longe de casa,tenho sonhos que não conto a ninguém, viro devagar a primeira página: em fevereiro ainda faziam amor (...)