Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Silêncio

02.05.13, Alice Alfazema
    De noite sentava-me ao piano e às vezes improvisava o terror das tempestades sem trovões nem vento.   Com pena de não poder inventar outro instrumento que com rigor, descesse até ao som mais fundo do silêncio.   José Gomes Ferreira, Poesia VI Alice Alfazema

Juntar outra cor ao arco-íris

24.11.10, Alice Alfazema
          Dourar o puro ouro, pintar um lírio, Lançar perfume a uma violeta, Dar brilho ao gelo, juntar outra cor Ao arco-íris, ou com uma vela Querer emprestar beleza ao céu estrelado, É um desperdício e um ridículo excesso.   William Shakespeare, King Jonhn