Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

#diariodagratidao 29-04-2019

29.04.19, Alice Alfazema
  Ilustração Monica Garwood       Sua vida é sua vida Não deixe que ela seja esmagada na fria submissão. Esteja atento. Existem outros caminhos. E em algum lugar, ainda existe luz. Pode não ser muita luz, mas ela vence a escuridão Esteja atento. Os deuses vão lhe oferecer oportunidades. Reconheça-as. Agarre-as. Você não pode vencer a morte, mas você pode vencer a morte durante a vida, às vezes. E quanto mais você aprender a fazer isso, mais luz vai existir. Sua vida é (...)

Vazio

16.08.16, Alice Alfazema
  Ilustração  Francis O'leary   A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio. Falava que os vazios são maiores e até infinitos.   Manoel de Barros     Alice Alfazema

Micro contos - De olhos baixos

24.03.16, Alice Alfazema
  Baixaram em simultâneo a cabeça, e olharam uma para a outra, sobre elas o sol gelado. Fingiram-se escondidas no meio dos outros. De olhos baixos pensaram que eram as melhores amigas. E eram até haver uma nova oportunidade.     Alice Alfazema

50 anos

23.02.13, Alice Alfazema
  A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado... Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas... Seguraria (...)