Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Janeiro 20/20

4

04.01.20, Alice Alfazema
    Eu me perguntava como pode acontecer a Segunda Guerra Mundial, principalmente aquele extermínio em massa, sem a participação ou omissão da maioria das pessoas. Atualmente me informando melhor e vendo as guerras, misérias, refugiados e terror em vários países infelizmente eu encontrei a resposta: A maioria das pessoas realmente participam de certa forma pela omissão.    Anna Ruth Roveri  

Um Natal no Rio

15.12.19, Alice Alfazema
Era uma vez um Rio, que corria de Sul para Norte, passava por serras, montes e vales, e vinha desaguar a um estuário que tinha como fim um Oceano imenso. Esse rio era manso e azul, "em certos dias tinha mesmo a cor do céu", as suas margens eram gémeas e nele viviam muitos animais. Tinha uma das pradarias marinhas mais importantes do país, onde nasciam as mais variadas espécies, e que serviam também para alimentar e proteger os golfinhos que por lá viviam, as pessoas que por ali (...)

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S.A. (APSS) é dona do Sado e dos seus recursos Naturais?

01.12.19, Alice Alfazema
O navio Libertas continua o seu périplo pela barra e estuário do Sado, fazendo as medições finais necessárias à intervenção das dragas. Depois de sondar todo o canal de navegação, esteve nas últimas horas a cobrir por completo o local a que a APSS e a DGRM deram o nome de "polígono de TUPEM nº 30/01/2019" e que entendem ser o ideal para depositar 2,6 milhões de metros cúbicos de sedimento onde as análises do IPMA identificam contaminações de classe 1, 2 e 3 de (...)

Alicinha Contina hoje não foi à escola!

29.11.19, Alice Alfazema
  Alicinha Contina hoje não foi à escola, é sexta-feira e aproveitou a greve do pessoal não docente para fazer um fim-de-semana grande e como é dia de  Black Friday, vai aproveitar e gastar o seu salário mínimo em grandes compras, procura essencialmente um abafador de som, comprimidos para as dores ou pomadas, ou até consultas de fisioterapia ou afins em pacotes de desconto.        A Alicinha tem um emprego para a vida, com um aumento salarial também para a vida, porque (...)

Quantas mães deitaram os filhos no lixo

10.11.19, Alice Alfazema
A mãe que deitou o bebé no lixo chama-se Sara e tem 22 anos, não tem morada, nem cama, nem nada (gosto deste texto pela verdade que descreve). A mãe que deita o bebé na rua e não lhe dá o pequeno-almoço, nem conversa com ele, nem quer saber se vem bem vestido para a escola, a mãe que engorda o bebé como se fosse um porco para a matança, a mãe que grita e bebe e (...)

Que caminho é este

29.09.19, Alice Alfazema
Que caminho é este, que parece levar ao mar, mas não, para além dele há serras e montes, só depois os rios e o mar. É um caminho estreito, com uma estrada já gasta, pouco estimada, ladeada de seres silenciosos e verdes, que abanam com o vento, acolhem a chuva e os pássaros, tem compromissos com os insectos, dão sombra fresca e purificam o ar que respiramos.   Que caminho é este que percorremos em estado neurótico, dando prioridade à especulação, ao egoísmo e à ganância. (...)

Vindimar o voto

14.09.19, Alice Alfazema
    Nas beijativas os candidatos distribuem beijinhos e abracinhos sem ligarem a odores. Podem até trocar de piolhos. É com alegria que descrevem as suas intenções para os próximos quatro anos. Nesses momentos a sua memória consegue alcançar as mais diversas camadas sociais, lembram-se dos pobres, dos velhos, dos que trabalham nas bancas dos mercados, dos que estão no interior, dos desempregados, dos que ganham pouco... é uma vindima de gente, todo bago dá vinho.