Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Micro contos - O Amor

05.04.20, Alice Alfazema
  Ilustraçao Angelo Ruta     Afinal o Amor já não é uma coisa de gente lamechas, afinal o Amor já pode mover montanhas, afinal o Amor é importante, afinal o Amor faz falta, afinal sentimos falta do Amor.  O Amor nas suas mais variadas emoções, o amor ao próximo, a amizade, a empatia, o altruísmo, a dedicação, a presença, a lembrança, a preocupação, o bem-querer...    

Diário dos meus pensamentos (11)

Bandeira Nacional

30.03.20, Alice Alfazema
Na sexta-feira passada hasteei a bandeira na escola, hoje tivemos de a recolher. É sempre o mesmo hasteamos  a bandeira à sexta e recolhemos à segunda. O  mastro é muito alto. Parece um mastro de um navio. A bandeira dá-lhe um ar elegante. Sem ela fica sem vida. E se este fosse um tempo de estar sempre hasteada, tal como um barco que navega para bom porto? 

Diário dos meus pensamentos (1)

Angústia

20.03.20, Alice Alfazema
Por estes dias os meus pensamentos são velozes e vão em todas as direcções, há um grande movimento aqui nos blogs do sapo para que se arrebite o ânimo, o que é de louvar, e desde já agradeço à equipa do SAPOBLOGS por continuar desse lado, aqui neste espaço virtual as pessoas podem trocar ideias, saber umas da outras, mandar mensagens de ânimo e de amizade, têm-se colocado novas tags, no entanto sinto que necessitamos (...)

Ser mulher

💋

07.03.20, Alice Alfazema
  Ser mulher é pensar a mil, é ter insónias e pensar que não se estendeu a roupa, é pintar uma unha de cada cor, é escolher um amaciador com cheiro a fruta. Ser mulher é complexo, são palavras cruzadas com pensamentos e emoções. É por creme nas mãos já gastas e secas. É ter dores nos joelhos e andar à pressa. É rir e chorar no mesmo dia. É falar e falar. Cuidar e cuidar. É incompreensão.      Mulheres audazes, que desbravaram mundos, mulheres que procuram o seu (...)

De Portugal até ao Brasil

Alberto Souto de Miranda & Jorge Seif Júnior

19.02.20, Alice Alfazema
  “os pássaros não são estúpidos e é provável que se adaptem”       “o peixe é um bicho inteligente. Quando vê uma manta de óleo foge, tem medo”       Ilustrações Armandinho      

Lembra-te

12.02.20, Alice Alfazema
  Ilustração Kristin Makarius     Há uma grande diferença entre a crítica construtiva que preparará o caminho para um consenso e a mera invectiva que tende a endurecer as divergências.    Nelson Mandela 

O país que valoriza o f

favores, facilidades, futilidades, fisco, fraude...

04.02.20, Alice Alfazema
    Portugal é um país de facilidades e de favores, de futilidades bacocas. Fiquei a saber por estes dias, que somos o contentor de lixo da Europa, que "os aterros de Azambuja (Ribatejo) e de Ota (Alenquer), no distrito de Lisboa, vão receber 79 mil toneladas de resíduos do estrangeiro até finais de Janeiro de 2021, conforme acordos celebrados pelo Estado português com outros países", e que o preço por tonelada de lixo custa “cerca de 11 euros, quando esse valor se situa (...)

Somatório

31.01.20, Alice Alfazema
  Há momentos da nossa vida em que nos questionamos sobre tudo. E em que as respostas parecem não existir ou pelo menos que nos satisfaçam, como se as respostas se direccionassem para outras perguntas, coisas das quais não queremos saber. É um questionário cíclico a que toda a gente se submete de livre vontade ou não.     Não queremos saber dos somatórios, numa aversão cega da verdade ou da conclusão. Empurra-se com a barriga o que se leva nas mãos ou na cabeça. (...)

Outra forma de orar

💋

25.01.20, Alice Alfazema
  Quero escrever até ao fim do mundo. Uma escrita torta pelas linhas que se endireitam ao seu passar. Não se escreve até que a alma nos doa no dedilhar de uma guitarra. Escreve-se até que a voz nos falte no estremecer de um fado que nunca será de saudade. Que as almas não doem quando se escreve. Oram.   Miss X