Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Assédio

07.05.21, Alice Alfazema
A Sofia Arruda declarou publicamente que foi assediada no seu local de trabalho, a partir daí várias mulheres deram a cara e assumiram que também já tinham sido assediadas no local de trabalho, sendo que isto por si só já é de uma violência emocional para as vitimas, podemos imaginar então a dificuldade em ultrapassar este sofrimento psicológico, o medo, e até a culpa que a própria vitima carrega.  Toda esta situação, dirão alguns, que acontece e vai acontecer sempre, (...)

Mães refugiadas

02.05.21, Alice Alfazema
Para muitas mães, o simples acto de ser mãe exige muito mais do que parir, dar colo, carinho, comida, amor, roupa e cama lavada. É para além disso tudo, uma enorme vontade e espírito de resiliência, que se distancia de um simples lugar de estacionamento em frente a uma escola para deixar o filho, onde não há a pressa em escolher a indumentária do dia, ou a preocupação de qual o legume favorito. Não é apenas uma luta por viver, mas também de sobreviver à crueldade do local, (...)

A ler por aí

06.04.21, Alice Alfazema
    Li há dias dois textos que versavam sobre os mesmos temas, num o autor expressava-se com frases curtas, com palavras fáceis de identificar,  não havendo nele qualquer vestígio de escrita criativa, poderia ser monótono lê-lo, mas não, a escrita fluía e levava à descoberta, e em cada paragrafo o leitor sentia o cuidado posto naquelas palavras sobre um tema tão cruel, levando-nos à sua compreensão.  No outro  texto, o autor fazia jus ao seu poder descritivo, dando em (...)

Há novidades!

Chegaram hoje as andorinhas.

28.02.21, Alice Alfazema
Hoje pela manhã vi que as andorinhas já tinham chegado, com alegria esvoaçavam de volta do ninho, fico sempre encantada ao descobrir que estes pequenos viajantes de longo curso voltaram. Não somente a visão, mas também a mensagem de resiliência que é necessária para empreender tal viagem. Tenho procurado em tudo o que me rodeia encontrar a chave para ser mais resiliente de forma serena, sem questionar muito, relativizando as minhas fragilidades, tal como o faço com os outros.  É (...)

O nosso mundo

22.02.21, Alice Alfazema
O nosso mundo é tão interessante que espanta-me quem haja que não se encante, e que não encontre nele novidade diária, ou uma oportunidade de obter mais conhecimento. Mesmo sem livros, ou professor, aquele espelho verde é capaz de me ensinar sempre e quando eu quiser. Desde a fauna à flora, às linhas de água, onde passa o vento, para que lado do tronco cresce o musgo, onde nasce o Sol, onde se abrigam os morcegos.  Dizermos e julgarmos que nada disto é especial, parece-me (...)