Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Carinho centenário

23.10.11, Alice Alfazema
        Erguem os ramos numa prece de alegria, agradecem ao Sol, pelo calor que lhes proporciona a vida, lembram-se das gotas de chuva, que lhes faz crescer as flores e as transforma em bagos; são assim as causadores do óleo sagrado, aquele que iluminou ruas e casas; aquele que escorre do pão e passa para a boca.   Caminham juntas, sem saírem do lugar, protegem-se do vento e do (...)