Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O alecrim, a abelha e, o valor do trabalho

17.04.12, Alice Alfazema
  Há já algum tempo que plantei alecrim. Está crescido o meu alecrim. Passo-lhe a mão por cima e fico com o seu cheirinho na pele. Não tem flores o meu alecrim.  O que está  plantado ao ar livre tem flores, o meu não tem. Tento perceber. Ambos têm sol. Ambos têm água. O meu está protegido do vento, resguardado e não tem flores. O outro é silvestre. Nele (...)