Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Nazaré

22.01.19, Alice Alfazema
Estou encantada com a obra de Artur Pastor, fotógrafo português do século XX que retratou Portugal, as suas gentes, o quotidiano, a miséria que se vivia à época, mostrando através da sua lente pormenores que escaparam por entre os tempos. Escolhi esta fotografia para colocar aqui, porque me parece que a delicadeza e a sensualidade do plano leva para segundo lugar toda e qualquer miséria que possa existir nestas vestes já rasgadas e na dureza que deveria ser viver do mar. Podem (...)

Portugal e os outros

30.01.13, Alice Alfazema
Fotografia Tó Mané, Nazaré 2013   Tenho pena que sejam os outros a dizerem que temos um mar maravilhoso. E são também os outros que dizem termos um sol magnifico e uma sabedoria centenária. E ainda, são os outros que gostam de cá morar, e acham esta terra misteriosa, maravilhosa e abençoada. Os de cá acham que não valem nada, que não sabem nada, e esperam, e esperam e desesperam. Acordai ó almas! Acordai, que se faz tarde!