Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Para além do adeus

28.11.12, Alice Alfazema
  Se sobre o mar, longe no mar Cada passagem de cada barco Marcasse o rumo, deixasse um sulco Que nunca mais se desvanecesse O mar seria um Universo E cada gota teria um nome E cada onda seria um mundo Em que o passado talvez vivesse!   Narciso Alves Pires Alice Alfazema

Azulíssimo

27.11.12, Alice Alfazema
  Nesta ponta do mundo onde hoje mora A saudade sem fim das caravelas O mar é um amante que ainda chora Os barcos que seguiram as estrelas!   Narciso Alves Pires  Alice Alfazema