Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

...impressão digital

30.07.18, Alice Alfazema
    Ilustração  Cheryl Sorg     Andamos mais pelos pés do que pelas mãos? De todas as sensações que vamos sentindo ao longo do tempo, é nas mãos que as carregamos? Assim antes dos olhos as mãos. Um olhar palpável.    Tens em ti todas as sensações que pensas? Na ponta do dedo, na ponta da alma. Descarregamos loucuras, choros e ternuras, nas pontas dos dedos. Acariciamos uma flor, uma pele macia, uma ferida que dói, pelas pontas dos dedos corremos mundo.   Agarramos (...)

Mundo comum

13.10.11, Alice Alfazema
      A realidade da vida quotidiana apresenta-se-me, como um mundo intersubjectivo, um mundo que partilho junto com outros. Esta intersubjectividade diferencia com nitidez a vida quotidiana de outras realidades, das quais tenho consciência. Estou sozinho no mundo dos meus sonhos, mas sei que o mundo da vida quotidiana é tão real para os outros quanto é para mim. De facto, não (...)