Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Escuridão luminosa

15.08.19, Alice Alfazema
Estamos numa espécie de Idade Média do tempos modernos, agora as pessoas têm informação, muita informação, mas não a utilizam de forma correcta, propagam-se então as notícias que têm anos como se fossem novidades, a fonte da notícia não é tida em conta. Há assim uns locais onde o povo se ajunta e grita, mas agora são gritos escritos, nada de atirar tomates e verduras podres, agora são os comentários de ódio, sem fundamentação. Depois uns riem, outros aplaudem, tal como (...)

Mansa hipocrisia

13.08.19, Alice Alfazema
    Não me peçam razões, que não as tenho, Ou darei quantas queiram: bem sabemos Que razões são palavras, todas nascem Da mansa hipocrisia que aprendemos... Não me peçam razões por que se entenda A força de maré que me enche o peito, Este estar mal no mundo e nesta lei: Não fiz a lei e o mundo não aceito. Não me peçam razões, ou que as desculpe, Deste modo de amar e destruir: Quando a noite é de mais é que amanhece A cor de primavera que há-de vir.       José (...)

Dia Mundial dos Oceanos

08.06.19, Alice Alfazema
  Dia Mundial dos Oceanos   8 de Junho é designado pelas Nações Unidas como Dia Mundial dos Oceanos, dia oficial de celebração, para lembrar a sua importância na nossa e na vida do planeta e como podemos e devemos protegê-lo. O conceito de um "Dia Mundial dos Oceanos" foi proposto pela primeira vez em 1992 pelo Governo do Canadá com efeitos numa resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas aprovada em 2008.     World Oceans Day 8 June (...)