Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

14

14.03.21, Alice Alfazema
   Venham enfimVenham enfim as altas alegrias,As ardentes auroras, as noites calmas,Venha a paz desejada, as harmonias,E o resgate do fruto, e a flor das almas.Que venham, meu amor, porque estes diasSão de morte cansada,De raiva e agoniasE nada  Poema de José Saramago 

Redoma

27.08.16, Alice Alfazema
  Ilustração Natasha Villone   Nas sombras de teus passos recolho os ventos dos dias e repasso cada grão de areia Na maré das águas reflexos das ondas recolho os cabelos retoco o batom No eco das ondas que, mansamente, banham meus pés e agora mergulho se debruça a mulher amada Nas sombras dos meus pés bordo um vitraux ao tempo – além mar – redomas de vidros agora, repatriamos momentos…   Carmen Silvia Presotto     Alice Alfazema  

Momentos

19.02.15, Alice Alfazema
Ilustração Alyssa Monks   Um dos melhores momentos do dia: quando a água, a ferver, escorre pela espinha abaixo.   Alice Alfazema