Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Luxo

13.11.20, Alice Alfazema
Ilustração Edward B. Gordon   A mulher do vestido verde espera, põe as mãos na cintura para clarear os pensamentos, como se aquela linha que separa a base do resto tivesse a capacidade de lhe levar para outros patamares. É um vício pensar assim. Enquanto se apoia nas suas próprias mãos, não sente necessidade de ninguém.  Podia olhar o horizonte infinitamente e ficar hipnotizada pela luz opaca daquele pensamento que lhe invade (...)

Março dia 20 - Mulheres costureiras

20.03.17, Alice Alfazema
Todos os dias vestimos roupas, ajeitamos casacos, dobramos camisas, lavamos lençóis e pomos toalhas de pano na mesa onde vamos jantar. Ali no meio do pano há pespontos, ziguezagues, há linhas de muitas cores.       Abotoamos os botões, metemos as chaves nos bolsos e dormimos em lençóis macios.       Vincamos as mangas das camisas com vapor quente, ajeitamos as golas e os punhos.     Vestimos as calças e vemo-nos ao espelho. São lindas. São azuis. E macias.     Que (...)