Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Uma pergunta por dia: O sapo tornou-se metrossexual?

02.10.14, Alice Alfazema
Moro aqui no Sapo vai para cinco anos, é um bairro sossegado e simpático. Gosto de estar aqui à janela, espreitar os vizinhos, beber um cafezito aqui na minha varanda, enquanto cheiro a minha alfazema. Parabéns a todos pelo trabalho que vos deu esta mudança, que começou ontem, no entanto tenho saudades da imagem do outro sapo, este é demasiado lisinho, parece que foi à depilação, que me perdoem os meninos e meninas que gostam de alisamentos, mas eu sou uma pessoa de outros tempos.  

Miudezas da minha praia

12.08.14, Alice Alfazema
    Os putos levaram geleiras grandes azuis, cheias de latas de cerveja,  beberam-na durante todo o santo dia, cortaram carcaças com a faca de cabo de madeira e encheram-nas de conduto. Dizem parvoíces. Muitas. De repente sai um deles da sombra do chapéu-de-sol e desata a correr em direcção ao mar, vai todo nu, em grande velocidade,com uma das mãos a tapar as (...)