Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

É desta gente que eu tenho estado à espera para acordar este país!

25.11.18, Alice Alfazema
O médico Martino Gliozzi © Bruno Lisita / Global Imagens       "Eu - e outros médicos também - estou a registar de maneira metódica todas as pessoas que estão a ser despejadas ou têm ameaça de despejo. Tenho uma pequena história de cada um deles. Posso pôr: 'Hipertensão, diabetes, cancro na próstata, despejo, desemprego, ou insuficiência económica. É a minha maneira de ver a medicina. Estas coisas têm um grande impacto na saúde. Uma pessoa que é ameaçada de despejo (...)

E se em vez de medicação o seu médico lhe receitasse uma hora de caminhada, ou uma aula de Zumba?

09.08.17, Alice Alfazema
Sim eu sei que são tempos conturbados de férias e de Verão a as coisas que mais interessam neste momento são os petiscos e as melhores fotografias do momento, mas em chegando outra vez a carga horária a que cada um está habituado a ter de lidar, chegam as dores e a falta de ânimo, e outras mazelas à mistura.   E vai daí é correr para o médico e pensar em milagres e fazer colecção de caixinhas de medicamentos, alguns dos quais nunca serão tomados até ao final da embalagem, (...)

Canela

19.10.10, Alice Alfazema
                              Existem relatos de textos chineses que referem o uso da canela como planta medicinal, há já 4mil anos atrás. Em tempos antigos, as especiarias eram consideradas tão preciosas que costumavam ser religiosamente guardadas e fechadas à chave. O seu uso era um sinal de riqueza, inacessível a grande parte da população.