Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Gente da minha terra

13.09.10, Alice Alfazema
  É meu e vosso este fado destino que nos amarra por mais que seja negado às cordas de uma guitarra Sempre que se ouve um gemido duma guitarra a cantar fica-se logo perdido com vontade de chorar Ó gente da minha terra agora é que eu percebi esta tristeza que trago foi de vós que a recebi E pareceria ternura se eu me deixasse embalar era maior a amargura menos triste o meu cantar Ó gente da minha terra Ó gente da minha terra agora é que eu percebi esta (...)