Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Será este um quadro do Ginjolas?

04.11.17, Alice Alfazema
    Artur Bordalo, nascido em Lisboa em 1987, pinta na rua desde jovem e assina a sua arte como Bordalo II.   A escolha dos animais é “uma forma de fazer retratos da natureza, uma composição das vítimas com aquilo que as destrói”.   “Podia fazer rostos humanos, mas a parte humana já está presente neste trabalho a tempo inteiro, por ser criada por um humano e porque todo este material que utilizamos já é humano. Todo este lixo é nosso, não é da Natureza”   Bordalo II   Para ler mais e saber onde é a exposição clique 

Praia da Figueirinha (ao cuidado da Câmara Municipal de Setúbal)

05.08.17, Alice Alfazema
A praia da Figueirinha fica logo ali ao lado de uma das praias mais bonitas da Europa, encontra-se aos pés da Serra da Arrábida, espreitamos para um lado e podemos ver Setúbal e Troia, do outro lado vemos a Serra e o Oceano Atlântico. Todos os dias por ali passam muitos navios, daqueles grandes que nos fazem parecermos minúsculos, por vezes, se tivermos muita sorte podemos avistar os roazes, imensos peixes nos vêm visitar à beirinha da água. Taínhas, chopas, peixe-rei, robalos e (...)

Uma pergunta por dia: Atirar lixo para chão diz muito sobre cada um?

10.09.14, Alice Alfazema
Em Toronto, no Canadá, está a decorrer um novo tipo de campanha publicitária que alerta para a necessidade de manter as ruas e espaços públicos limpos e sem lixo. A estratégia dirige-se tanto para os residentes como para os turistas, relembrando-os que “atirar lixo para o chão diz muito sobre cada um”.   A campanha publicitária é promovida pela organização Live Green Toronto, e consiste em lixo encontrado no chão (...)