Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Manuais escolares 2019/2020

20.08.19, Alice Alfazema
Por estes dias na escola a pergunta que se faz é sobre quando se entregam os manuais escolares que vão ser reutilizados. A maioria quer saber isto para poder ver os livros que lhes vai calhar na rifa, muitos dizem que se os livros não estiverem em condições - lindos e maravilhosos - vão comprar uns novos. E eu fico a pensar: quando os manuais eram a pagar, queriam livros gratuitos, agora que são à borla, mas usados, querem comprar novos.    Queridos pais - principalmente mães (...)

Saborear

14.08.19, Alice Alfazema
    O velho dizia: Ler, é como comer uma maçã! Mas o jovem mergulhava os olhos no livro mergulhava a cabeça e todo o corpo.   Mergulhava e mergulhava tempos infinitos no mar de palavras. Bebia frases inteiras, páginas, capítulos... bebia sem respirar.   E bebia outros livros que se seguiam aos livros que lia. Bebia sem parar. E o velho dizia: - Não esqueças... ler é como comer uma maçã!     E a cada manhã, o jovem lia, lia e lia. E a cada manhã o velho repetia: Ler, é (...)

Regresso

30.07.19, Alice Alfazema
  Ilustração Dianimations     Regresso devagar ao teu sorriso como quem volta a casa. Faço de conta que não é nada comigo. Distraído percorro o caminho familiar da saudade, pequeninas coisas me prendem, uma tarde num café, um livro. Devagar te amo e às vezes depressa, meu amor, e às vezes faço coisas que não devo, regresso devagar a tua casa, compro um livro, entro no amor como em casa.       P (...)

A Rainha Descalça

26.07.19, Alice Alfazema
  Acabei de ler há dois dias A Rainha Descalça, de Ildefonso Falcones, já tinha lido outros dois livros deste autor, A Catedral do Mar e A Mão de Fátima, nos três senti a mesma escrita criativa e fascinante, com que o autor descreve a época e a história de Espanha e de vários personagens, não são histórias singulares, são sim de uma comunidade representadas por um ou vários actores, onde os sentimentos e os lugares nos ficam na imaginação, tal como fazemos com uma (...)

Leituras de Verão

14.07.19, Alice Alfazema
  Olá pessoal, deixo aqui a minha leitura deste Verão, Banda Desenhada, é a descontracção total, podemos fazer as paragens que quisermos, paramos para comer um gelado, para dar um mergulho, para ladrar... sem perder o fio à meada, podemos ler e reler que há sempre algo novo que não vimos na primeira leitura, uma cor, um ou outro pormenor caricato, um balão que nos esquecemos. A Banda Desenhada é mais que uma leitura: é pura diversão e dá liberdade ao olhar. É leitura (...)