Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Gestos

20.01.19 | Alice Alfazema | comentar
 Ilustração Anna Franczuk  Abejaruco.En tus árboles oscuros.Noche de cielo balbucientey aire tartamudo. Tres borrachos eternizansus gestos de vino y luto.Los astros de plomo giransobre un pie.Abejaruco.En tus árboles oscuros. Dolor de sien oprimidacon guirnalda (...)

Conversas da escola - Técnicas de relaxamento

17.01.19 | Alice Alfazema | ver comentários (6)
Miúdo pequeno, grandes olhos verdes, cabelo desalvorado:   - Eu, vim aqui porque a professora Isabel mandou-me beber um leite para me acalmar. - Estás nervoso? - Sim. - E é leite com chocolate? - Sim. - Com chocolate e quentinho, que acalma mais? - Sim. - Então toma (...)

Coisas do nosso tempo - A prisão

17.01.19 | Alice Alfazema | ver comentários (2)
Leio no jornal que um certo tipo que foi condenado por crimes de colarinho branco foi entregar-se à prisão de Évora, mas de lá mandaram-no embora, que fosse para outro lado. Agora o homem vai tentar entrar em Castelo Branco, vamos lá ver se consegue. As minhas dúvidas (...)

#diariodagratidao 14-01-2019

14.01.19 | Alice Alfazema | ver comentários (2)
Ilustração KaKa Su É muito difícil fazer esta caminhada, serão muitos dias, muitos passos, os pés ficarão com bolhas, mudarás de sapatos, mudarás até de pele. Haverá algumas dores, gargalhadas, esquecimentos, arrependimentos. O caminho será longo, nem todos (...)

Conversas da escola - O telefonema

11.01.19 | Alice Alfazema | ver comentários (3)
- Ò Alicinha tens aqui um telefonema para ti. - Estou... - Bom-dia D. Alicinha! - Não acredito, ó meu Deus... - Sim, D. Alicinha sou eu... - Como conseguiu descobrir-me? - Eu sei tudo... - Ainda não acredito, estou tão nervosa, que emoção no meu local de trabalho. - (...)

Conversas da escola - À procura de Nemo

10.01.19 | Alice Alfazema | ver comentários (1)
- Eu hoje vou auto-intitular o nome do prato que comi na escola: em busca do peixe.- - Era um monte de arroz e três pedacinhos de peixe lá no meio, não percebo porque tem de ser um monte de hidratos de carbono e apenas um bocadinho de peixe, nem verduras, nem leguminosas...