Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

b

27.02.19, Alice Alfazema
  Ilustração Joseph Lorousso     "BASTA-ME um pequeno gesto, feito de longe e de leve, para que venhas comigo e eu para sempre te leve…   – mas só esse eu não farei.     Uma palavra caída das montanhas dos instantes desmancha todos os mares e une as terras mais distantes…     – palavra que não direi.     Para que tu me adivinhes, entre os ventos taciturnos, apago meus pensamentos, ponho vestidos noturnos,     – que amargamente inventei.       Cecília Meireles,  Viagem

Um copo de leite e o resto da vida

02.06.18, Alice Alfazema
Ilustração  Sarah K. Lamb       Um dia, um rapaz pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos, viu que só lhe restava uma simples moeda de dez centavos e tinha fome.   Decidiu que pediria comida na próxima casa. Porém, seus nervos o traíram quando uma encantadora mulher jovem lhe abriu a porta. Em vez de comida, pediu um copo de água.   Ela achou que o jovem parecia faminto e assim lhe deu um grande copo de leite. Ele bebeu devagar e depois lhe (...)

O que é ser enfeitiçado?

27.06.16, Alice Alfazema
Enfeitiçar é virar a gente pelo avesso: as coisas boas ficam escondidas, não têm permissão para aparecer; e as coisas ruins começam a sair. Todo mundo é uma mistura de coisas boas e ruins; às vezes a gente está sorrindo, às vezes a gente está de cara feia. Mas o enfeitiçado fica sendo uma coisa só…       Ver o resto da resposta aqui. Alice Alfazema