Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O grito da gaivota

31.08.10, Alice Alfazema
" Dei  vários gritos, muitos gritos, autênticos gritos.[...], porque queria ouvir a minha voz e os sons não chegavam até mim."  "Eu dançava toda noite com o meu corpo colado aos balaústres da pista, vibrando ao ritmo da música."   " Quanto a mim, não sei o que é barulho. Nem silêncio. São duas palavras sem sentido."    "Vejo como poderia ouvir. Os meus olhos são os (...)