Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Lixo

28.12.13, Alice Alfazema
    Quando um trabalhador especializado luta por dignidade no seu emprego é visto como aceitável e dignificante, quando um trabalhador que mexe na merda dos outros, que limpa essa mesma merda, luta pela sua dignidade salarial, já de si precária e inglória é visto como um "não quer fazer nada" e mais isto e aquilo, portanto pior que merda. Mas ainda assim podemos olhar para as ruas de Lisboa e verificar quem faz falta e ganha tão pouco em relação a especialistas do dia-a-dia.   Al (...)