Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Porque vou fazer greve dia 26 de Maio?

23.05.17, Alice Alfazema
Lembro-me de ter começado a trabalhar com um horário semanal de quarenta e cinco horas, de termos menos dias de férias, de haver uma ausência de muitos direitos que agora usufruímos. Os tais que damos hoje como de adquiridos e consagrados na lei. Esquecem-se que foi através da garra de muitos trabalhadores e do seu salário que tal foi possível.    Recordo-me de que os chefes raramente faziam uma greve, havia no entanto excepções, sabíamos que tinham um lugar e (...)

Governação

18.12.13, Alice Alfazema
Mais aumentos de impostos. Porque é Natal, mais aumento de impostos. Porque é Ano Novo, mais aumento de impostos. Porque ganhas bem, mais aumento de impostos. Porque tens um terreno, mais aumento de impostos. Porque tens um negócio, mais aumento de imposto. Porque sim, mais aumento de impostos. Porque não tens imaginação, mais aumento de impostos.    Alice Alfazema

Uma pergunta por dia: Somos um país onde abundam as aparências?

26.11.13, Alice Alfazema
    É esta maravilhosa herança cultural que não nos deixa progredir, que nos põe pasmados a olhar os outros, como se de outra coisa se tratasse.   Porque subiram os policias as escadarias do Parlamento?   Ontem segurei uma das barreiras e quando caiu gritei ao levantá-la." SOMOS POLÍCIAS NÃO ARRUACEIROS", um colega chegou cara a cara e gritou-me " JÁ TENHO FOME EM CASA PÁ".Não queria novamente os secos e molhados. Gritei e apitei com a mesma força com que tenho servido (...)

Uma pergunta por dia: A fuga aos impostos é o roubo por alguns do património de todos?

01.10.13, Alice Alfazema
  É por isso que é chocante a mentira que Passos Coelho gosta de repetir segundo a qual “não há dinheiro”. Não há dinheiro para a saúde ou para a educação. Não há dinheiro para pensionistas ou para desempregados. Não há dinheiro para as universidades ou para as pequenas empresas. Mas há dinheiro para compensar a fuga aos impostos das grandes empresas. Mais: os mesmos políticos que repetem que não há dinheiro são os que nunca levantam um dedo nos fóruns (...)

Uma pergunta por dia: As pessoas passaram a ser um contratempo (tal como a Constituição)para o país?

26.09.13, Alice Alfazema
São como a constituição As pessoas deste povo Fruto duma revolução E um contratempo novo Vamos revê-las então Por maioria qualificada Ambas assim passarão A não significar nada Teremos caminho aberto Para a reforma do estado Passando a ser bestial O caminho descoberto Para agradar ao mercado Destruindo o social. Poeta Zarolho Uma pergunta por dia até ao final do ano, quem quiser responder esteja à vontade.   Alice Alfazema