Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O ponto comum

27.09.20, Alice Alfazema
Já não sei há quanto tempo recortei estas meninas de papel e depois as pintei. No fundo elas são uma representação daquilo que podemos ser, ou da forma como vemos o mundo e nos apresentamos perante ele. Reparei agora que existe um ponto comum entre todas - o sorriso. Nunca desenhei nenhuma cara triste. E é verdade, que quando me apresento perante um problema, ou algo menos bom é no sorriso que me refugio, não me sei ver sem ele, e mesmo quando estou furiosa, num repente vejo-me (...)

Se o DNA de um organismo se mantivesse estável e fosse transmitido sempre de forma fiel aos descendentes, haveria evolução?

25.11.16, Alice Alfazema
    Se o DNA de um organismo se mantivesse estável e fosse transmitido sempre de forma fiel aos descendentes, não existiria evolução, porque não seria criada a novidade. A variação genética torna cada indivíduo único e resulta de alterações subtis que vão sendo criadas na sequência de bases do DNA.     Ao longo do tempo, e à medida que as moléculas de DNA vão sendo copiadas, vão-se acumulando pequenos erros, como que pequenos defeitos numa fotocópia. Pode ocorrer (...)