Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Fio a fio

02.02.21, Alice Alfazema
Ilustração Alonsa Guevara   Fruta do paraíso companheira dos deuses as mãos tiram-lhe a pele                           dúctil como, se, de mantos                          se tratasse surge a carne chegadinha                          fio a fio ao coração:                   leve                   morno                   mastigável o cheiro permanece para que a encontrem                    os meninos     (...)

Fruta

20.05.20, Alice Alfazema
  Se há coisa da qual não abdico é de fruta, todos os dias como fruta, gosto de ver as fruteiras cheias dando cor à cozinha, talvez goste menos de maçãs, a que chamo de pêros, para mim maçãs são as reinetas e as riscadinhas, tudo o resto são pêros. Comer fruta é um ritual mundano, que nos trás todo o sabor conseguido pelos raios de sol, acalenta o paladar, tranquiliza uma refeição, é tema de conversa, é prenda de amigos. Quanto melhor a fruta maior é a felicidade ao (...)