Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (36)

24.04.20, Alice Alfazema
  Ilustração Karina Lemesheva   A transformação da nossa energia é uma consequência do ambiente em que vivemos. Esta distância tem sido boa para verificar aquilo que disse na frase anterior. Ao estarmos distantes percebemos melhor o que está mal e o que está bem, o que podemos melhorar, e o que queremos que acabe. Tal como com as flores cada um precisa de uma energia diferente, claro que muitos se identificam, outros nem tanto, há quem se dê melhor na sombra, outros à (...)

Vou estender as emoções

01.06.19, Alice Alfazema
  Já é Junho...     O tempo molda-nos o corpo e põe-nos moles com este calor, é uma moleza profunda, que vem do fundo do ser, e deixa-nos sem acção. É assim como aquelas pessoas que nos sugam a energia mesmo sem querermos, porque não conseguimos fugir delas fisicamente, tal como quando estamos debaixo do calor, não que essas pessoas sejam um sol, mas antes um buraco negro, porque a sua energia é densa.       Vivemos num espaço reduzido, onde caminhamos lado a lado, sem (...)