Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Observação

29.01.19, Alice Alfazema
  Filme Neil Bromhall   Aprende quem quer. Se olharmos atentamente descobrimos sempre novidades, o mundo renova-se a cada instante. Quem não está presente não aprende. É preciso estarmos atentos e presentes.  Basta querer. É o querer que muda tudo. Da vida à morte.   

Segregação

19.07.17, Alice Alfazema
  Numa destas tardes vi este filme, gostei muito, fala dos primórdios da NASA, de como as mulheres negras eram segregadas através da sociedade, no emprego e na forma de pensar, dá-se uma perspectiva histórica do que se vivia nos EUA,na época de 60 do século passado.   Podemos pensar que isto é uma atitude do passado, mas não, hoje em dia encontramos segregação social por todo o lado onde andamos, vivemos numa era moderna, mais informada, mais atenta aos problemas sociais, (...)

Filme de um dia

24.09.13, Alice Alfazema
As pessoas falam de outros países, enquanto deitam lixo para o chão. As pessoas ralham sem saberem daquilo que falam, exigem sem nada darem em troca. Querem uma sociedade diferente, mas esperam, esperam que alguém tome a iniciativa. Estacionam em cima de passeios, atropelam-se, enganam, mentem a troco de favores. E esperam a mudança no sofá da sala em frente ao televisor. Criam calo de tanto esperar e continuam falando, falando, falando, gritando, mentindo, e acreditando que isto é (...)