Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Chá de fim de ano

29.12.18, Alice Alfazema
    Ilustração Paul McKnight   Tenho cá por casa, em muitos sítios, muitos textos escritos por mim, este que vou deixar aqui hoje já não me lembro de quando o escrevi, também me acontece ficar surpreendida com aquilo que escrevo, não me lembro de ter escrito aquilo, poderia escrever muito mais, mas as ideias fogem-me, esqueço-me delas, são como bolas de sabão, puf, já se foram.   Sentem-se confortavelmente e bebam comigo este chá de fim de ano:   Qual a diferença entre (...)

Ano_Novo_2014_-_-_-_-

30.12.13, Alice Alfazema
      Às vezes não sabemos porque nos escondemos dos outros, porque nos isolamos, pensamos que somos frágeis aos olhos daqueles que admiramos. Saberíamos nós subir às árvores sem tropeçar? Sem levar um arranhão na pele? O que sabemos dos arranhões dos outros? Que se curam, tal como os nossos. Eu queria ser um gato e subir sem me arranhar, utilizar as garras e (...)