Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversa de fim de tarde

15.09.14, Alice Alfazema
- Mãe, descobri que tenho um auditório luxuoso lá na faculdade. - Sim... - Tem uma parede toda forrada a pano, com cadeirões que se podem reclinar, é mesmo bom para dormir. -      Alice Alfazema

Que parva que eu fui

13.02.11, Alice Alfazema
Assunto  de que se fala: hino da "geração parva"    Na minha história eu poria o verbo no passado e diria:   Que parva que eu fui, Começar a trabalhar antes dos quinze anos, não viver a adolescência, para ajudar os pais, por uma ninharia... levantar-me às 5h, viajar em dois transportes e trabalhar nove horas diárias, numa linha de produção...   Fazer greves e lutas laborais para que o horário fosse reduzido para que licença de maternidade fosse uma realidade (...)