Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Pressupor

04.09.15, Alice Alfazema
    A meio caminho entre a fé e a crítica está a estalagem da razão. A razão é a fé no que se pode compreender sem fé; mas é uma fé ainda, porque compreender envolve pressupor que há qualquer coisa compreensível.   Fernando Pessoa, Livro do desassossego   Alice Alfazema

Uma pergunta por dia: Porque acreditamos tanto nos homens e mulheres e tão pouco na Natureza?

08.12.14, Alice Alfazema
 Ilustração Alexander Bazarin   Olha estas velhas árvores, mais belas Do que as árvores novas, mais amigas: Tanto mais belas quanto mais antigas, Vencedoras da idade e das procelas... O homem, a fera, e o inseto, à sombra delas Vivem, livres de fomes e fadigas; E em seus galhos abrigam-se as cantigas E os amores das aves tagarelas. Não choremos, amigo, a mocidade! Envelheçamos rindo! envelheçamos Como as árvores fortes envelhecem: Na glória da alegria e da bondade, Agasalh (...)

Maio dia 13

13.05.14, Alice Alfazema
 ♥   Hoje é um dia de fé, Fátima, 13 de Maio 2014. Custa-me ver as pessoas desperdiçarem tanto tempo das suas vidas com o negativismo, acreditam sempre mais no lado negativo da coisa, como se não houvesse um avesso por descobrir. Gosto de pessoas de fé, que têm garra, que deixam de lado a vergonha, gosto. Chateia-me que me gozem por acreditar, por que raio não (...)

20.08.11, Alice Alfazema
    Palavra nunca vista e nunca ouvida mas presente em meu sangue e em minha alma como a lembrança vaga de um poente...     Sebastião da Gama         Alice Alfazema