Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Um Natal no Rio

15.12.19, Alice Alfazema
Era uma vez um Rio, que corria de Sul para Norte, passava por serras, montes e vales, e vinha desaguar a um estuário que tinha como fim um Oceano imenso. Esse rio era manso e azul, "em certos dias tinha mesmo a cor do céu", as suas margens eram gémeas e nele viviam muitos animais. Tinha uma das pradarias marinhas mais importantes do país, onde nasciam as mais variadas espécies, e que serviam também para alimentar e proteger os golfinhos que por lá viviam, as pessoas que por ali (...)

Uma pergunta por dia:Quais são as funções do Presidente da República?

03.07.13, Alice Alfazema
Expliquem-me devagarinho...   “Demitidos” O Gaspar se demitiu E o Portas assistiu No dia seguinte saiu O governo não caiu Aguenta de pedra e cal A comandar Portugal Alta missão estatal Por mandato eleitoral Demitido pelo povo No Marquês de Pombal Gritou em manifestação Mas nada trouxe de novo Ao nosso país real Pois era tudo ficção. Resposta do Poeta Zarolho   Uma pergunta por dia até ao final do (...)

Uma pergunta por dia: Qual a diferença entre violência doméstica e tentativa de homicídio?

25.11.12, Alice Alfazema
Muitas mulheres foram assassinadas durante o ano de 2012, muitas outras estão sendo todos os dias sujeitas a tentativas de homicídio. A única diferença parece ser o valor que damos às palavras. Homicidas recebem subsidio de viuvez? Sim. Talvez seja a recompensa dada pelo Estado pela brilhante conclusão de tentativa homicídio, perdão, violência doméstica.  Uma (...)

Transporte escolar - Carta aberta à transportadora Transportes Sul do Tejo

21.10.12, Alice Alfazema
Este texto tem o propósito de chamar a atenção de todos os responsáveis por as situações que vou relatar, entre eles estão o Estado, o Ministério da Educação, os Municípios e a TST.     Imaginem que têm dez anos, 30 kg de peso e que carregam 8 kg às costas, às vezes ainda levam a lancheira na mão ou a mala com o equipamento de educação física.   Imaginem que está a chover, por isso, ainda, têm de levar o chapéu de chuva.   Imaginem que as vossas forças não (...)